Fieis de todo o mundo começaram a comemorar os 500 anos da Reforma Protestante. Neste sábado (28), igrejas de várias partes do Brasil participaram de celebrações.

O Parque Olímpico, no Rio, se tornou local de orações para mais de 15 mil pessoas. Os fiéis da Igreja Presbiteriana do Brasil lotaram as arenas numa celebração especial: os 500 anos da Reforma Protestante no mundo.

Em 31 de outubro de 1517, o alemão Martinho Lutero, ex-monge católico, apresentou 95 teses ou propostas de mudanças na Igreja. O reformismo de Lutero acabou criando o Protestantismo, com seguidores espalhados pelo mundo.

“Martin Lutero levou o homem a pensar na sua pequenez diante das coisas e ao mesmo tempo da grandiosidade como ser criado por Deus e Deus é o centro de todas as coias para nós”, afirma o reverendo Roberto Brasileiro, presidente do concílio da Igreja Presbiteriana.

Um dos lugares mais importantes e significativos para os protestantes brasileiros é onde hoje é a Ilha de Vilegnhol. Foi lá, onde funciona a escola Naval do Rio, onde aconteceu o primeiro culto protestante no Brasil em 1557. E ele ficou eternizado por um memorial.

Em Curitiba, a comemoração vai até terça-feira no centro de exposições do Parque Barigui.
Cerca de 25 mil pessoas participam. Entre elas muitos jovens.

“O valor da palavra de Deus, o valor do ensino bíblico, tudo aquilo que foi resgatado com a Reforma Protestante, a gente quer trazer a importância disso não só pra dentro da igreja como pra toda comunidade”, comenta Davi Nogueira, pastor da Igreja Presbiteriana de Curitiba.

Fieis ainda mais jovens foram em Santa Rosa, no interior do Rio Grande do Sul. O desfile homenageou a mudança que Lutero prou no mundo e celebrou o legado deixado nesses 500 anos: paz, educação, ação social e direitos humanos. Ensinamentos para todas as gerações.

CONFIRA A MATÉRIA EM VIDEO