O PL186/2014 que já tramita no Senado e prevê a legalização total de todos os jogos de azar no Brasil inteiro, prevê agora um novo parâmetro, até que a legalização total aconteça. O projeto tem como objetivo a instalação de jogos de cassino em várias cidades brasileiras como Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais, entre outros, com uma nova lei e certas condições pré estabelecidas que devem ser seguidas por todos os cassinos nesses estados.

O projeto que ainda será votado prevê que os estados com até 15 milhões de habitantes possam receber um cassino com uma licença especial que os permite atuar por até 30 anos consecutivos. Os estados com o número de habitantes entre 15 e 25 milhões poderiam receber até dois estabelecimentos com esse tipo de atividade e, por fim, os estados com mais de 25 milhões de habitantes poderão inserir no território até 3 estabelecimentos de cassinos.

Os principais estados a receberem esses estabelecimentos seriam os seguintes:

Bahia

Na Bahia a disa para a inserção desses estabelecimentos seria bem acirrada. Isso porque o estado teria cerca de 2 vagas mas já conta com 4 candidatos para ocupar esses lugares. A cidade de Salvador e a Costa do Sauípe parecem, obviamente candidatos óbvios devido ao caráter turístico que ambas representam. Porém, a Chapada Diamantina e Porto Seguro também estão nessa disa para ter em seu território um cassino.

Santa Catarina

Em Santa Catarina, tal como na Bahia, a disa pelas vagas também promete ser bem acirrada. Existem 2 possíveis candidatos para apenas uma vaga, já que o estado fica longe dos 15 milhões de habitantes necessários para ter direito a dois cassinos. Os candidatos são o Costão do Santinho Resort que é um destino bastante turístico. E há também o Balneário Camboriú que tem a intenção de pegar os apostadores tanto argentinos como brasileiros.

São Paulo

Como podia se imaginar, o estado de São Paulo é um dos mercados mais desejados no Brasil. Alguns investidores de Las Vegas já estão em cima da liberação e já manifestaram a sua preferência pelo Anhembi. Mas, por outro lado, tem também o Hotel Jequitimar do famoso e conhecido Sílvio Santos, que espera a mais de 20 anos pela liberação dos jogos. Essa também será uma disa bem apertada.

Rio de Janeiro

Em 2017 o prefeito do Rio Marcelo Crivella recebeu para uma reunião o empresário e presidente da Las Vegas Sand, Sheldon Adelson – uma das maiores empresas de cassinos de todo o mundo. Em entrevista realizada na época o prefeito do Rio de Janeiro em nenhum momento disse a palavra “jogo”, mas em compensação, ele disse “investimento”, “turismo” e “imobiliário”. Na ocasião Crivella apresentou Sheldon Adelson como um futuro parceiro da prefeitura do Rio e disse que o mesmo poderia ajudar a melhorar o Porto Maravilha. Além dessa outra proposta comentada foi o Hotel Nacional, em São Conrado. Mas, na disa também entram as cidades de Petrópolis e Angra dos Reis por serem cidades extremamente turísticas.

Minas Gerais

Em Minas a própria cidade administrativa em Belo Horizonte, seria a candidata perfeita para a instalação de um novo cassino da cidade. Isso seria uma inversão curiosa da cidade, isso porque o arquiteto Oscar Niemeyer, foi quem projetou o original cassino de BH e ele voltaria a ser o autor do novo projeto do cassino, caso ainda estivesse vivo.