Os grupos Boi Vai Quem Guenta, Boi dá Cara Preta, Boi Bandido e Boi Barão se revezaram em lindas apresentações que eram acompanhadas pelos aplausos do público.
A abertura do evento foi feita pelo Prefeito Janival Andrade que externou em seu comentário a satisfação de estar incentivando e resgatando a cultura Belmontense que vinha se perdendo através do tempo.
Corpo de jurados top de linha
O prefeito também aproveitou a oportunidade para agradecer aos responsáveis pelos grupos de Boi Duro e salientou a importância do empenho do Sr. Herculano Assis, Secretário Municipal de Cultura.
Animação supreendente dessa dupla de locução
 
HISTÓRIA DA CULTURA   
        
A cultura de Belmonte-BA é enriquecida todos os anos com o festival folclórico “Boi duro”. Passado de geração em geração, o festival Boi duro belmontense é  uma adaptação do bumba-meu-boi originado do século XVIII.
A festa se inicia na primeira semana de janeiro para comemorar a festa de Reis de onde se estende com desfile pelas ruas e apresentações nas casas  até o final de janeiro na festa em homenagem a São Sebastião.
O que diferencia o Boi duro do Bumba meu boi é a implementação de alguns personagens como a loba, o carneiro, a onça, o tatu, o dourado, a boneca, as lavadeiras, a baiana e outros – o mais esperado da apresentação é que o Boi, rodeado pelos vaqueiros, seja domado.
E HOJE TEM MAIS....VAMOS VER QUEM SERÁ O CAMPEÃO ESSE ANO