Foi emitido um comunicado da Superintendência Regional no Estado da Bahia do DNIT, no início desta semana (20/05), sobre o fluxo de veículos que se dará em meia pista, tendo limitação máxima de carga de quarenta e cinco toneladas, entre o km 659 ao km 660, da Rodovia BR-101/BA, próximo à cidade de Itapebi.

Até a conclusão das obras e serviços de recuperação do vão 13 da Ponte do Rio Jequitinhonha, foi previsto que a limitação perdure por um período de vinte dias, sendo que nesse período haverá interrupção total para executar serviços de concretagem, sendo informada com antecedência através de notas emitidas pela superintendência para os meios de comunicação e placas nas proximidades do local.

A situação era preocupante porque a ponte, inaugurada em 1957 e que fica na BR-101, foi construída para suportar caminhões com até 45 toneladas, mas segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), caminhões passam com até 100 toneladas.

A última intervenção na estrutura da ponte, que tem 20 metros de altura e 511 metros de vão, foi em junho de 2010, para reparar um buraco em uma das 220 lajes. Em 2005 também houve recuperação de lajes.

O último acidente grave na ponte sobre o rio Jequitinhonha foi em 7 de novembro de 2014, quando sete pessoas morreram e 24 ficaram feridas na queda de um ônibus da Viação Rota.