Na medida em que se modificam os padrões e papéis sociais também se torna mais significativa à participação do feminino em todos os cenários, inclusive no que tange ao Legislativo Municipal. Apesar do cenário ser de mudança, a baixa representatividade feminina ainda reverbera e esta tende a ser maior entre o público de mulheres jovens que participam da corrida eleitoral.
 
 Em tempos de descrença generalizada da população com a política e os políticos, é natural que a juventude busque disar o mesmo espaço do cenário político com aqueles que nele estão há algum tempo, por isso confira aqui um pouco da nossa próxima jovem pré-candidata Janaína Marinho destaque da semana.
 
A moradora de Belmonte de apenas 26 anos vem pela primeira vez para uma disa no legislativo. Com experiência no ramo de administração de um mercado familiar, na área da construção civil e atualmente no ramo de plantação de cacau, a pré-candidata pertence a uma antiga família que já faz parte do poder político no município. Tem como inspiração o avô Emanoel da Silva Melo que foi vereador por quatro mandatos consecutivos em Belmonte. Jovem visionária que é, Janaina também optou em apoiar a legenda do ex-prefeito e pré-candidato Iêdo Elias.
 
Apesar do baixo percentual, os postulantes com idades entre 18 a 29 anos trazem consigo a luta por defesa de uma bagagem política em várias frentes, tais como movimentos sociais, religiosos, econômicos e universitários.
 
Esse engajamento da mulher jovem na política no município se faz essencial, não apenas como forma de igualdade na ocupação política na Câmara, mas como possibilidade da juventude ter um sistema político representativo de suas demandas além de outra forma de organização da política local. Por isso, é necessário que os políticos e os partidos se comprometam cada dia mais  com uma agenda mais igualitária e que a sociedade civil consiga estimular e exigir uma mudança nesse cenário.