Ele planeja atrair, entre outros, investimentos pra reserva de areia sílica em Santa Maria

Buscando ampliar papearias internacionais para Bahia, o dep. estadual Jânio Natal se uniu a uma comitiva do governo do Estado, que viajou no domingo(03) para china. Na agenda, várias reuniões com empresários chineses. Mesmo em viagem oficial, o dep. afirmou que utilizou recursos próprios.
Jânio Natal estará nas cidades de Tianjin, Xian, Hong Kong e Shenzhen. “Já conheço a China e o seu potencial. Estou confiante em encontrar parceiros interessados em investir em nosso estado, principalmente na área de minérios, em que a Bahia é muito rica”, destacou Jânio.
Ele ressalta que, num futuro breve, o Brasil enfrentará sérios problemas com geração de energias por meio de turbina movida por corrente d’água, processo que causa danos ao meio ambiente.
“Os governos federal e estadual serão obrigados a buscar alternativas e incentivos para a geração de energias através de células fotovoltaticas, que necessitam apenas da luz solar e proporcionam uma energia muito limpa, sem agressões ao meio ambiente. Por isso, é importante buscarmos esse tipo de incentivo”.reforçou Jânio.

POTENCIAL DA REGIÃO - Falando em minério, o dep. Jânio destaca como exemplo o povoado de Santa Maria Eterna, localizado no município de Belmonte, que possui areia sílica com 99,75% de grau de pureza, considerada uma das maiores reservas do Brasil e do mundo, com concentração de mais de 200milhões de toneladas e com capacidade de exploração por mais de 100 anos
“Este minério pode ser usado para fabricação das placas fotovalticas, bem como para fabricação de vidros nobres, placas de comadores, painéis de veículos, fibras óticas, dentre dezenas de outras aplicações das mais variáveis possíveis”, explica Jânio.
O parlamentar destaca ainda que novas parceiras podem resultar em mais geração de empregos e renda para o país e para a Bahia.
“Estamos passando por um momento de crise, com um alto índice de desemprego e não é a hora de ficarmos de braços cruzados. Esse é o momento de buscarmos alternativas”, concluiu Jânio Natal.
 
informações radar64