30 jovens assistidos pelos serviços de Assistência Social, CRAS e CREAS do distrito de Barrolândia concluíram o curso de Assistente Administrativo
 
Mais uma turma do curso de Assistente Administrativo foi concluída fruto da parceria entre Veracel Celulose e o SENAC. Desta vez, 30 jovens de Barrolândia assistidos pelos serviços de Assistência Social, CRAS e CREAS do município de Belmonte participaram do curso e a cerimônia de encerramento aconteceu no dia 05/02 na fábrica da Veracel. O evento contou com a presença dos alunos e representantes da Veracel, do SENAC e da prefeitura municipal. O curso ofereceu vagas para pessoas com deficiência, porém não houve inscritos para esta turma.
Para a aluna Franciele Tavares Castros (19), o aprendizado que o curso ofereceu será importante como o primeiro passo para a vida profissional dos jovens.  “Aprendi as atividades e funções que podem ser realizadas por um assistente administrativo. Me sinto preparada para começar minha vida profissional”, comentou animada. Durante a cerimônia, o prefeito de Belmonte, Janival Andrade, destacou que oportunidades como essa valorizam e fortalecem a comunidade local, evitando a saída dos jovens para outras cidades em busca de emprego. 
O curso teve duração total de 160 horas e foi organizado em três módulos: organização e execução de atividades de apoio operacional; elaboração, organização e controle de documentos; e elaboração de Projeto Integrador de Assistente Administrativo. “O aprendizado e conhecimento adquirido com o curso é algo que ninguém pode retirar destes jovens. Isso será importante em recrutamentos para o mercado de trabalho”, finalizou Pedro Cardoso, consultor em Relações com Comunidades da Veracel.
 
Fortalecendo a economia local

Anderson Figueiredo Barbosa é proprietário da empresa Eman Fibras, instalada em Barrolândia. Ele e outros empresários do distrito participaram da fase final do curso em que foi apresentado o Projeto Integrador como parte da metodologia. Para ele, essa capacitação também foi importante para o comércio local que poderá absorver os jovens em suas atividades e serviços. “Geralmente, preciso buscar profissionais preparados fora do município. Mas, investimento como esse feito pela Veracel pode ajudar com que jovens do próprio município atendam nossas demandas de qualificação”, comentou.