Pelezinho está de volta ao jornalismo esportivo. Ele voltar a escrever para o Jornal de Belmonte, falando das histórias dos grandes craques da nossa terra, tendo como parceiro Fabian Oliveira. E começa com a figura do conhecido CHEIRA.
 
Histórico Esportivo da Vida de Antônio Carlos Nascimento Seixas (Cheira)

Nasceu em Belmonte Bahia, em 19 de junho de 1954, pai de Itamar Pereira Seixas Neto e Carlos Alberto Pereira Seixas.

Historia Xera

Futebol Amador

Iniciou no futebol amador aos 13 anos na equipe do Fluminense da Meroaba(zona rural de Belmonte), comandado pelo cartola Manoel Belém em seguida com 16 anos foi jogar no Belmonte Esporte Clube o tradicional perequitinho, aos 17 transferiu-se para Esporte Clube Proletário. Em 1974 foi convocado para a seleção de Belmonte onde disou o intermunicipal daquele ano.

Historia Xera2

Futebol Profissional

Aos 21 anos se profissionalizou no time Paulistano Esporte Clube da cidade Muriaé de Minas Gerais, em seguida foi jogar no Democrata Esporte Clube de Governador Valadares, URT de Patos de Minas, Araxá de Minas Gerais, retorna para o time do URT, vai jogar em outro estado no time do Santos Futebol Clube do estado do Espirito Santo, encerrando sua vitoriosa carreira profissional em São Paulo na equipe da Associação Atlética Guairense ( Guaira SP).

Historia Xera3

Jogo inesquecível

URT x Uberaba, jogando pela equipe do URT em 1979, meu time teria que vencer de qualquer maneira para escapar do rebaixamento, com as dificuldades que as equipes pequenas enfrentam dia a dia no futebol, pois a partida seria jogada no campo do adversário (Uberaba), conhecido como Uberabão.

Nosso técnico Domingos Baroni, já tinha como habito de determinar quem seria o jogador escolhido para efetuar as cobranças de faltas e pênalidades, nessa partida o encarregado de fazer as cobranças era o parceiro meia esquerda Kaká. Aos 43 minutos do segundo tempo surgiu uma falta ao nosso favor, o jogador Kaká arrumou a bola para fazer a cobrança, eu me posicionei próximo da bola, assim que o juiz apitou eu fui mais rápido tomei a ousadia e bati a falta com uma tremenda perfeição dando a nossa equipe a vitória por 1×0, com esse placar permanecemos na primeira divisão do campeonato mineiro, por isso considero o jogo mais importante da minha vida. Mesmo assim fui advertido pelo técnico por ter feito a cobrança (gol) sem a sua autorização, para ele foi um ato de desobediência. Mas eu considerei um ato extrema confiança que resultou na vitória consagradora e tive o apoio dos jogadores e torcedores do nosso time.

Encerramento da Carreira Profissional

Em 30 de novembro de 1980 com apenas 26 anos encerrei a minha carreira profissional na Associação Atlética Guairense (SP), pois o futebol não era muito rentável e eu tinha dar prosseguimento na minha vida.

Retorno a Belmonte

Em 1991, fui convidado para disar o campeonato municipal de Belmonte comandado por Aroldo da Aracele Confecções, juntando-me a grandes jogadores: Zé Raimundo, Boio, Fernando, Carlos Alberto, Zé Ireno e Carlinhos ( Camacan), Sapo, Baygon, Ze da Galinha e a grande revelação do momento ( vindo da equipe suburbana da Lazinha de Rosi da Biela) o menino Tico, depois conhecido nacionalmente como Tico Mineiro.

Em 1992 tornou-se Presidente do Esporte Clube Belmonte ficando no cargo naquela temporada, afastei por 02 anos e retornei em 1995 ao Esporte Clube Proletário, onde fui Campeão Municipal, derrotando na final o Esporte Clube Bahia nos pênaltis em 14/07/1995.

Técnico da Seleção de Belmonte

Em 2006 fui convidado pelo presidente da LDB (Liga Desportiva de Belmonte) o Sr. Paulo do Mamão para ser o comandante técnico do nossa seleção para disar o campeonato intermunicipal daquele ano. Fizemos a melhor campanha da nossa cidade no referido campeonato, alcançando a 3ª colocação dentre as 64 seleções participantes daquele ano.

Seleção de Belmonte 2006

xera0001

Editores: Nivaldo Almeida (Pelé)

 Fabian Oliveira