O assunto em pauta foi questionado pelo site agazetabahia.com no início desta semana. Vários turistas ao parar em determinados postos de combustíveis na cidade de Porto Seguro, se depararam com preços exorbitantes cobrados nos bicos das bombas, e evitavam abastecer seus veículos.

Conforme matéria postada nesta sexta-feira, no site Bahianoticias, pelo quinto ano consecutivo Porto Seguro tem a gasolina mais cara da Bahia de acordo com o levantamento anual da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Com um preço médio de R$ 4,621 por litro em dezembro de 2017, ficou 13% mais caro abastecer no município do extremo sul baiano em relação ao mesmo período de 2016.

Cada litro de gasolina passou a custar R$ 0,40 a mais para a população, mas a taxa de lucro para os donos de postos caiu devido ao aumento do preço de distribuição do produto na cidade. Se cada empresário lucrava R$ 0,82 por litro vendido em 2016, esse valor caiu para R$ 0,66 no ano seguinte.

Com a queda nos ganhos, o melhor lugar para vender o combustível na Bahia se tornou Juazeiro. Cada litro vendido garante R$ 0,75 de lucro para os donos de postos da cidade, se olharmos apenas para a diferença entre as taxas de distribuição e revenda.

O preço da gasolina chegou a custar, no final de 2017, R$ 4,395 na região do Sertão Produtivo. Um aumento de 14% no valor do litro em um ano. Nos últimos 5 anos, os aumentos do preço do líquido a base de petróleo cresceu em 39% em Juazeiro e 41% em Porto Seguro.