As gestões do ex-prefeito Iêdo Elias sempre foram marcadas pelo suspense na escolha de seus vices e a maneira inusitada de como os nomes destes são revelados, em todas elas nos últimos minutos das convenções.  Oficialmente, os vices são escolhidos nas convenções partidárias. Esse é o espaço em que os partidos definem quem serão seus candidatos e se farão parte de alguma coligação. Por isso, nomes com base eleitoral forte são frequentemente escolhidos, na esperança de que consigam transferir alguns votos adicionais para a candidatura.

Nesta eleição temos bons nomes em Barrolândia, Santa Maria Eterna, Boca do Córrego e também na sede.  A expectativa agora será esperar a data da convenção para sabermos quem de fato irá compor a chapa com Iêdo Elias. Será que ele irá resgatar antigas lideranças ou abrirá espaço para novatos até então desconhecidos do público? Bem, o que podemos adiantar a você caro leitor é que ele atende o seguinte perfil.

* É uma pessoa da confiança do titular da chapa e demonstra aptidão para ser um bom substituto, com qualificações que o credenciem como gestor público.

*Ele tem muita afinidade com o candidato titular, e devido a sua popularidade irá render uma votação bem expressiva para a chapa.

* É bem atuante na comunidade e juntamente com o titular da chapa visam compor propostas de uma administração dinâmica, transparente, equilibrada e investidora. Por fim, alguém devidamente preparado e testado para os muitos dos desafios que uma administração pública exige.