Por decisão do STF (supremos Tribunal Federal), nesta quinta-feira, 1º de março, o prazo de 8 anos de inelegibilidade será aplicado a quem foi condenado na 2ª instância por abuso de poder político e econômico antes mesmo da lei da Ficha Limpa entrar em vigor, em 2010. 
Por esse entendimento, devem ser cassados prefeitos, vereadores, depu.tados e senadores de todo o país que se elegeram em 2014 e 2016 mas estão enquadrados no entendimento do STF.