Com uma média de idade de 25,8 anos, o segundo time mais jovem entre as 32 seleções do torneio (atrás apenas da Nigéria), a França é a campeã da Copa do Mundo 2018. Com uma equipe de novatos, os Bleus golearam a Croácia por 4 a 2 na final deste domingo (15), no Estádio Lujniki, e conquistaram o segundo título da história do país.
A decisão foi recheada de emoções: o atacante Mandzukic marcou um gol contra e viu seu companheiro Perisic empatar. Griezmann marcou o segundo em um pênalti dado pelo VAR, após nítido vacilo do árbitro Nestor Pitana. Na etapa final, Pogba e Mbappé anotaram pelos Bleus, enquanto Mandzukic diminuiu pelos croatas, em falha incrível do goleiro Lloris.
A França chega ao seu bicampeonato, igualando-se com Argentina e Uruguai.
Espanha e Inglaterra ficam com um título mundial, enquanto Alemanha e Itália seguem com quatro conquistas. O Brasil, com cinco troféus, é o maior campeão.
Já a Croácia amarga a derrota, mas concretizou a melhor campanha de sua história. Antes disso, os croatas ficaram na terceira colocação na Copa do Mundo de 1998, justamente no primeiro título da França.
Além disso, o técnico Didier Deschamps e o atacante Kyllian Mbappé marcam seus nomes na história do futebol. O comandante é o terceiro homem a ser campeão como jogador e treinador, igualando o brasileiro Zagallo e o alemão Franz Beckenbauer. Já o camisa 10 é o terceiro jogador a ser campeão com menos de 20 anos. Antes dele, apenas Pelé e o italiano Bergamo conseguiram tal feito.
Croata Luka Modric é eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2018
A Croácia começou melhor na partida, mas a França abriu o placar em sua primeira oportunidade. Aos 18 minutos, Griezmann levantou a bola na área e Mandzukic cabeceou contra a própria meta.10 minutos depois, os croatas chegaram ao empate. Após jogada ensaiada em cobrança de falta, Perisic ficou com a bola na entrada da área, fintou o marcador e acertou um chutaço com o pé esquerdo.
Aos 35, o juiz argentino Néstor Pitana entrou para a história. Ele recorreu ao VAR depois da bola bater no braço de Perisic dentro da área. Após ver o replay do lance, Pitana confirmou a penalidade a favor da França. Griezmann converteu e deu a vantagem aos franceses.
A segunda etapa não perdeu emoção.Logo aos sete minutos, três torcedores invadiram o campo. Com o jogo reiniciado, a Croácia pressionava, mas sofreu dois chutes da entrada da área. Pogba e Mbappé bateramfirme para superar o goleiro Subasic.
Apesar da vantagem, os croatas se recuperaram. O goleiro Lloris tentou driblar Mandzukic e acabou entregando o segundo gol.